tamanho da fonte:
imprimir

Vagas para a comunidade nos Centros Interescolares de Línguas

Crédito da Imagem: Márcio H. Mota

Os Centros Interescolares de Línguas (CILs) são um patrimônio de Brasília e um motivo de orgulho para todos. Não há outro estado da federação que tenha uma escola pública de idiomas como a nossa. Hoje, porém, as vagas são destinadas apenas aos alunos da rede oficial de ensino e o Professor Israel quer ampliar o alcance e oferecer ensino de qualidade também para pessoas da comunidade. “A ideia é abrir os CILs para todos”, diz.

Segundo o deputado falou em discurso no plenário ontem (4), as turmas de nível 1 começam cheias de alunos. Com o passar do tempo, muitos abandonam a sala de aula e sobram lugares vazios. “Estamos desperdiçando uma excelente estrutura de ensino. O Estado arca com o custo de uma sala cheia e as turmas estão vazias”, argumenta.

A proposta do Professor Israel é que, ao sobrar vagas, essas sejam direcionadas para a comunidade. “Após contemplar os estudantes das escolas públicas, defendo que sejam abertas matrículas para que outras pessoas possam estudar idiomas também”, explica.

Brasília Sem Fronteiras – Com o entendimento de que é por meio do estudo e da capacitação que uma sociedade melhora, o Professor Israel idealizou o Brasília Sem Fronteiras (BSF). O programa de imersão internacional possibilitou, entre 2013 e 2014, que 1400 alunos dos CILs praticassem a língua estrangeira. “O CIL e o BSF colocaram o jovem de baixa renda no mesmo nível de oportunidade que uma pessoa com boa situação financeira no mercado de trabalho. Levar esse jovem para o país do idioma que ele estuda e fala fluentemente é oferecer a oportunidade de mudança de vida por meio do conhecimento”, finaliza.

Confira o vídeo onde o Professor Israel explica a proposta:


 

Deixe seu comentário



(não será publicado)