Professor Israel implanta Projeto de Consumo Responsável na Câmara

10433089_632193656873618_298066452678457522_nIncentivar e conscientizar os servidores da Câmara Legislativa sobre as boas práticas em desenvolvimento sustentável. Esse é o objetivo do Projeto Consumo Responsável – Cores, que será implementado pelo deputado Professor Israel, como 2º Secretário da Mesa Diretora da Casa.

Com o início do Projeto Cores, que será coordenado pela própria Secretaria, os servidores serão orientados a classificar, separar e reaproveitar papéis, economizar em impressão utilizando os recursos digitais, reduzir o consumo de copos plásticos, energia elétrica entre outros. Para o deputado, “as práticas de conservação do meio ambiente realizadas no seio dos entes governamentais são as que têm que servir de exemplo para a sociedade”.

O programa entrará em vigor após a publicação do ato e ainda selecionará os servidores responsáveis pelo projeto em sua unidade. Essa escolha ficará sob responsabilidade da Diretoria de Administração e Finanças da CLDF (DAF), que ainda elaborará o cronograma de implantação das ações.

A princípio, o Cores será implantado dentro das unidades da Segunda Secretaria e posteriormente expandido para toda a Casa. A divulgação do projeto ocorrerá por meio da intranet, do Diário da Câmara Legislativa e em outros meios disponíveis dentro da CLDF.
GabiNET – TR

Deputado Israel é reconhecido por atuação em prol de iniciativas ambientais

1467218_558840644197455_120129674_n-2Na Semana do Meio Ambiente, que tal saber um pouco mais sobre a atuação do deputado Professor Israel com foco na área de sustentabilidade?

Israel recebeu em São Paulo a Medalha Chico Mendes 2013, um dos maiores prêmios socioambientais do Brasil, pelos projetos de lei apresentados na Câmara Legislativa do DF . A premiação, em sua oitava edição, foi criada pelo Instituto Chico Mendes com a missão de revelar projetos nas áreas de desenvolvimento, justiça social e equilíbrio ambiental.

A preocupação do deputado em contemplar questões ambientais em seu mandato estão presentes em diversas iniciativas. Conheça:

Papel reciclado nas repartições – dispõe sobre a utilização obrigatória de papel reciclado pelos órgãos e entidades da administração pública direita e indireta do DF. Lei nº 5312/2014.

Coleta seletiva nas escolas – cria um programa de educação ambiental na rede pública e privada de ensino do DF, com atividades didático-pedagógicas voltadas para separação dos resíduos sólidos e reciclagem. Lei nº 5316/2014.

Torneira Verde – programa que visa implantar mecanismos de captação da água da chuva e sua reutilização em todas as escolas públicas do DF. O projeto pretende usar a água recolhida na limpeza, rega de plantas e descarga de sanitários. PL nº 1690/2013

Energia solar – projeto que dispõe sobre a obrigatoriedade de utilização de energia solar nas escolas públicas, com a implantação de equipamentos para a conversão de raios solares em energia elétrica. PL nº 1699/2013

Serviço de Atendimento Veterinário – cria a Unidade Móvel de Atendimento Veterinário no DF, para cães e gatos, destinada a exames, castração, vacinação, primeiros socorros e iniciativas educativas em prol dos animais. PL nº 1713/2013

Fonte: Revista Conectados

Audiência pública discute infraestrutura e segurança no Setor Habitacional Tororó

12748612335_063098a3bb_hO deputado Professor Israel realizou, nesse sábado (22), audiência pública para debater a infraestrutura e segurança no Setor Habitacional Tororó, DF-140. O evento, que reuniu cerca de 300 pessoas no comércio do bairro, contou também com a presença de representantes do governo, moradores e associação de empreendedores.

Com potencial para ser referência de sustentabilidade no DF, o Tororó abrange uma área extensa de condomínios e chácaras, com aproximadamente 10 mil habitantes. O crescimento da população, no entanto, não foi acompanhado de políticas públicas e os moradores se ressentem hoje da falta de asfalto, transporte, iluminação pública e, principalmente, segurança.

Ao abrir a sessão, Israel ressaltou que os avanços vieram como uma conquista da mobilização da comunidade. “A maioria das benfeitorias é fruto do esforço dos moradores e associações”, disse o parlamentar, que desde 2012 reivindica providências para essas demandas.unnamed (3)

Yuri Salmona, representante da comunidade, classificou a audiência como histórica ao reunir um grande número de participantes e elogiou a organização dos moradores diante de um Estado que ele considerou omisso. “O Tororó é unido, tem consciência de seus problemas e conhece o caminho para resolvê-los. Esse é um espaço legítimo”, argumentou.

Reclamações recorrentes, como ruas sem pavimentação asfáltica, foram duramente criticadas pelos moradores. A presidente da Associação dos Proprietários do Chapéu de Pedra, Alice Poyart falou sobre a precariedade nas vias de acesso: “Se vai levar tempo para o asfalto ficar pronto, a gente precisa de medidas paliativas urgentes”.

Ações imediatas

Dentre as ações em resposta às demandas, Israel anunciou a destinação de R$ 1 milhão de reais em emendas para o Tororó; indicação ao Executivo para que o local seja transformado em Região Administrativa; soluções paliativas para a questão do asfalto até as obras definitivas (já que o processo demanda tempo); pedido de criação de posto policial; e acompanhamento dos projetos em andamento para a DF 140, como duplicação da rodovia (DER-DF) e iluminação pública (CEB).

Israel pontuou a ausência no encontro dos representantes da Secretaria de Segurança Pública e da Novacap. “Como não vieram, formaremos um grupo de trabalho para levar a reindicação dos moradores até eles. E vamos cobrar!”, afirmou.

Estiveram presentes na audiência o secretário de Meio Ambiente, Eduardo Brandão, e o presidente do Instituto do Meio Ambiente e dos Recursos Hídricos do DF – Brasília Ambiental (Ibram), Nilton Reis, que anunciou fase de preparação para criação do Parque Distrital do Salto do Tororó. Os moradores ouviram ainda representantes da Companhia Energética de Brasília (CEB) e Departamento de Estradas de Rodagem do DF (DER-DF).

9014685d97148a9e7f20ea07779a3b88

Clique aqui e confira o álbum com as fotos do evento.

GabiNET – JK

Sustentabilidade: conheça as duas novas leis do Professor Israel

Crédito da imagem: http://goo.gl/R6NamZ

Crédito da imagem: http://goo.gl/R6NamZ

A coleta seletiva, que está sendo implantada na capital federal, conta agora com mais um reforço. Foi publicada no Diário Oficial do último dia 20 a lei nº 5.316, que cria nas unidades públicas e privadas de ensino do DF o programa Coleta Seletiva na Escola. O texto é de autoria do deputado Professor Israel (PV) e tem o objetivo de despertar nas crianças e adolescentes a consciência ambiental.

Para Israel, a lei foi promulgada em um excelente momento, já que o DF passa por uma fase de transição em busca de práticas sustentáveis. “Os estudantes terão papel fundamental na concretização dessa mudança de cultura e pensamento”, afirma ele, referindo-se ao descarte de lixo.

O desenvolvimento do programa contará com a participação de toda a comunidade escolar. Estarão envolvidos a direção e um grupo de conselheiros composto por professores, funcionários, alunos, pais ou responsáveis. A partir da coleta seletiva, os materiais separados poderão ser comercializados pelas escolas, contribuindo para a obtenção de receitas em prol da aplicação no programa e na própria instituição de ensino.

Papel reciclado

No dia 19 também foi promulgada outra lei do deputado Professor Israel que envolve a temática da sustentabilidade. Agora, os órgãos públicos do DF terão que utilizar papel reciclado. A regra vale para 40% do material de expediente consumido nas atividades do Executivo, Câmara Legislativa e Tribunal de Contas.

“É preciso que o Estado, que é o maior comprador, dê exemplo e estimule o mercado para tornar o papel reciclado menos dispendioso e incentivar a população a consumi-lo também”, defende o parlamentar. Com a sanção da Lei nº 5.312, Israel quer agora que seja realizada uma campanha de conscientização voltada para a população, iniciando pelos servidores públicos.

GabiNET – AB

Aberta a temporada de música itinerante nos parques do Distrito Federal

Crédito da imagem: Márcio H Mota

Crédito da imagem: Márcio H Mota

Os moradores do Sudoeste foram contemplados com a primeira edição do projeto “Orquestra do Parque”. O evento aconteceu nessa sexta-feira (14) e contou com a apresentação da Orquestra Sinfônica do Teatro Nacional Cláudio Santoro. Presente no evento, o deputado Professor Israel parabenizou a iniciativa. “Essa ação alia cultura e sustentabilidade, duas frentes que caminham juntas”, avaliou.

O projeto, que é uma parceria entre as Secretaria de Cultura e Meio Ambiente, será itinerante e levará música aos parques das diversas regiões do DF. A apresentação teve a regência do maestro Cláudio Cohen.

Além do espetáculo, o governo entregou à população o sistema de iluminação do Parque do Bosque Sudoeste que foi dividido em duas partes: uma para atender todas as dependências e outra destinada exclusivamente para as pistas de corrida. Com isso, os freqüentadores poderão utilizar o local também no período noturno.

GabiNET – AB com Ascom Secretaria de Meio Ambiente

Coleta seletiva nas escolas está prestes a se tornar realidade

Crédito da imagem: http://migre.me/hDGwb

Crédito da imagem: http://migre.me/hDGwb

O Diário da Câmara Legislativa dessa terça-feira (28) trouxe a publicação do projeto de lei 1222/2012, de autoria do deputado Professor Israel, que trata sobre o programa de coleta seletiva nas escolas públicas e privadas do DF. A proposta é despertar nos estudantes a importância da educação ambiental. “É preciso conscientizar os alunos, desde a infância, quanto à necessidade de darmos destinação ecologicamente adequada aos resíduos sólidos recicláveis”, alertou o parlamentar.

O programa deve funcionar com a participação da direção escolar e de um grupo de conselheiros da unidade escolar. Esse grupo será constituído por professores, alunos, pais ou responsáveis e funcionários.

A partir da coleta, os materiais separados também poderiam ser comercializados pelas escolas, contribuindo para a obtenção de receitas em prol da aplicação do programa e da própria instituição de ensino. “Os valores pagos no mercado pelos materiais recicláveis são capazes de superar o custo advindo com a implantação do Programa Coleta Seletiva na Escola”, avalia Israel.

O projeto segue agora para sanção do governador.

Benefícios

São diversos os benefícios que a sociedade pode conquistar a partir da coleta seletiva, como a redução dos lixões a céu aberto e o prolongamento da vida útil dos aterros sanitários. A separação dos resíduos sólidos também evita a poluição do meio ambiente, além de reduzir os gastos com energia.

GabiNET – AB

 

Órgãos públicos do DF serão obrigados a utilizar papel reciclado

Crédito da imagem: http://migre.me/hCSL3

Crédito da imagem: http://migre.me/hCSL3

Foi publicado no Diário da Câmara Legislativa desta terça-feira (28), o PL 1104/2012 que dispõe sobre a obrigatoriedade da utilização de papel reciclado por todos os órgãos públicos do Distrito Federal. O projeto é de autoria do deputado Professor Israel e vale para 30% de todo o material de expediente das atividades do Executivo. “É preciso que o Estado, que é o maior comprador, dê exemplo e estimule o mercado para que este produto se torne menos dispendioso. Com isso, ele estará incentivando a população a consumi-lo também”, acredita.

O objetivo da proposta é contribuir com ações de defesa do meio ambiente, uma vez que o papel reciclado permite a redução nos custos das matérias-primas e a economia de recursos naturais. Como exemplo, para a produção de uma tonelada de papel reciclado são necessários apenas dois mil litros de água, ao passo que, no processo tradicional, esse volume pode chegar a 100 mil litros por tonelada.

A economia de energia varia entre metade, podendo chegar a 80% quando se comparam papéis reciclados simples com papéis virgens feitos com pasta de refinador. Os benefícios não param por aí. A redução da poluição é de 74% dos resíduos jogados no ar e de 35% os despejados na água.

A proposta segue agora para sanção do governador.

GabiNET – AB

Papel reciclado nos órgãos públicos do DF é aprovado na CLDF

papel recicladoFoi aprovado na última quinta-feira (12) em 2º turno o PL nº 1.104/2012, de autoria do deputado Professor Israel, que determina a utilização de papel reciclado em todos os órgãos públicos do Distrito Federal. A regra vale para 30% de todo o material de expediente das atividades do Executivo. “É preciso que o Estado adote políticas públicas com medidas concretas para a preservação do meio ambiente e conscientização da utilização moderada e racional dos recursos naturais”, argumentou o parlamentar.

Na fabricação de uma tonelada de papel convencional são consumidos cem mil litros de água, e na produção da mesma quantidade de papel reciclado, apenas dois mil litros. Ou seja, são 98 mil litros a menos de água.

O projeto segue para sanção do governador Agnelo Queiroz e passa a valer no ato da publicação.

GabiNET – RT

Deputado Professor Israel Batista recebe Medalha Chico Mendes em São Paulo

1467218_558840644197455_120129674_n (2)O deputado Professor Israel recebeu em São Paulo a Medalha Chico Mendes, um dos maiores prêmios socioambientais do País, pelos projetos de lei apresentados na Câmara Legislativa. A iniciativa é do Instituto Chico Mendes e contempla empresas, instituições e personalidades que se destacaram este ano em práticas voltadas para o bem-estar social com respeito ao meio ambiente.

Para Israel, a premiação representa um reconhecimento ao mandato. “Utopias só se tornam realidade com muito trabalho e essa medalha, com o selo verde, mostra que estamos no caminho certo”, disse ele, que recebeu o prêmio das mãos da jornalista e apresentadora Mylena Ceribelli.

O evento ocorreu dia 9 de dezembro no Clube Esporte Sírio, em São Paulo, e marcou a oitava edição do prêmio. Na noite de homenagem, também foram destaque o Projeto Tamar, a jornalista Míriam Leitão e iniciativas da Eletrobrás, Bradesco, Honda Brasil, Lupo e Vale.

Conheça aqui alguns dos projetos do Professor Israel que envolvem a temática da sustentabilidade:

PL 1713/2013: Cria Unidade Móvel de Atendimento Veterinário no DF, para cães e gatos, destinada a exames, castração, vacinação, primeiros socorros e iniciativas educativas em prol dos animais.

PL 1222/2012: Cria nas instituições de ensino da rede pública e privada do DF o programa Coleta Seletiva na Escola, com atividades didático-pedagógicas sobre educação ambiental.

PL 1104/2012: Dispõe sobre a utilização obrigatória de papel reciclado pelos órgãos e entidades da administração pública direita e indireta do DF.

PL 1690/2013: Institui o programa Torneira Verde, que visa implantar mecanismos de captação de águas da chuva e sua reutilização em todas as escolas públicas do DF.

PL 1699/2013: Torna obrigatória a utilização de energia solar nas escolas públicas, com a implantação de equipamentos para a conversão de raios solares em energia elétrica.

Deputado Professor Israel apóia a realização do Festival das Águas

Crédito da imagem: http://migre.me/gNTgV

Crédito da imagem: http://migre.me/gNTgV

Com mandato que tem como uma de suas bandeiras a sustentabilidade, o deputado Professor Israel é um dos apoiadores do Festival das Águas. O evento acontece no Estádio Nacional Mané Garrincha, entre os dias 29 de novembro de 1 de dezembro, em comemoração ao Ano Internacional da Cooperação da Água.

O parlamentar acredita que o Festival traz uma temática fundamental e urgente para os dias de hoje. “Colaborar com esse projeto é contribuir para a formação de cidadãos mais conscientes e preocupados com o meio ambiente e com a preservação dos recursos hídricos”, avalia.

Projetos ambientais

Israel, que é integrante do Partido Verde, atua em pautas do século XXI. Diversos projetos de lei que envolvem essa temática foram apresentados na Câmara Legislativa, tais como: o que visa implantar mecanismos de captação da água da chuva e sua reutilização em todas as escolas públicas do Distrito Federal; o que dispõe sobre a obrigatoriedade de utilização de energia solar nos colégios públicos; e o que pretende criar nas instituições de ensino públicas e particulares programa de coleta seletiva e reciclagem de resíduos sólidos.

GabiNET – AB