Professor Israel homenageia estudantes campeões dos Jogos Mundiais, na Áustria

sessao solene - jogos mundiais das escolas catolicas-248

Por iniciativa do deputado Professor Israel, os estudantes brasilienses que tiveram destaque nos Jogos Mundiais das Escolas Católicas foram homenageados nesta quarta-feira (13) na Câmara Legislativa. Cerca de 30 jovens receberam moção de louvor e relembraram as vitórias na competição, realizada em julho na Áustria. Enquanto o Brasil ficou em quarto lugar na Copa do Mundo, o grupo levou a bandeira nacional ao pódio e colecionou medalhas de ouro.

Durante a cerimônia, o Professor Israel parabenizou todos eles e falou da importância do esporte para a formação dos jovens. “O estudante que pratica esporte está preparado para superar desafios. Precisamos de mais incentivo, somos a sexta economia do mundo, mas a nossa realidade olímpica não reflete a grandeza do nosso País”, declarou.

A homenagem se estendeu também ao trabalho da comissão técnica, professores e diretores dos colégios participantes – Escola Franciscana Nossa Senhora de Fátima, Colégio Marista de Brasília e Centro Educacional Sagrada Família –, como um esforço conjunto que gerou bons resultados.

Presente na sessão, o presidente da Federação Regional dos Desportos do DF e Entorno (FRDEDF), Marcelo Rozemberg, ressaltou o legado de eventos como os Jogos Mundiais para a vida dos atletas. “Uma competição como essa envolve interdisciplinaridade de matérias. O aluno fez pesquisa da geografia do país, estudou outro idioma, usou a matemática para a conversão da moeda, e isso fica como experiência”, afirmou.

Vitórias e recordes

Os estudantes obtiveram destaque em todas as modalidades que disputaram. A Escola Franciscana Nossa Senhora de Fátima enviou o maior número de atletas (25), conquistando medalhas de ouro no vôlei feminino, no futsal masculino e na natação masculino.

Para a capitã do time de vôlei, Olga Luisa Bezerra, a vitória obtida na Áustria tem sabor de despedida. A atleta, que está terminando o 3º ano, já vem treinando em um clube da cidade e pretende se profissionalizar. “Foi muito bom, tivemos uma experiência única”, contou. O mesmo vale para Mateus da Silva, capitão do time de futsal do Fátima: “Ficou marcado, vai deixar saudades”.

Único atleta do Sagrada Família, Leandro Bressan voltou com cinco medalhas e dois recordes na natação – 50 e 100 metros de nado peito. Foi sua primeira prova fora do País. “Sem a ajuda da escola, seria impossível! Contei com apoio inclusive na reposição das aulas e provas que perdi quando viajei”, relatou.

A alegria pela homenagem estava refletida no rosto de atletas e também dos pais. Aldo Moreno, pai do nadador Guilherme, aluno do Marista, elogiou a iniciativa. “Ações como essa fortalecem a continuidade do atleta no esporte. Só quem acompanha de perto sabe da dificuldade para conseguir o credenciamento da federação para competições internacionais. Fico feliz que os meninos recebam este reconhecimento agora”, afirmou.

Participaram ainda da sessão representantes das escolas envolvidas e o vice-presidente do Sindicato das Escolas Particulares do DF (Sinepe-DF), Álvaro Moreira Junior.

Confira aqui as fotos do evento.

Fonte: GabiNET – TR

 

Atletas do DF que participaram dos Jogos Mundiais das Escolas Católicas recebem homenagem

Fonte: Facebook Federação Regional do Desporto Escolar do DF - FRDEDF

Fonte: Facebook Federação Regional do Desporto Escolar do DF – FRDEDF

Os atletas brasilienses campeões nos Jogos Mundiais das Escolas Católicas serão homenageados em sessão solene na Câmara Legislativa do DF nesta quarta-feira (13), às 10h, no plenário da Casa. Cerca de 30 estudantes de três colégios da cidade, além da comissão técnica, receberão moção de louvor pelo feito conquistado na Áustria, país que sediou o evento em julho deste ano. A iniciativa é do deputado Professor Israel (PV-DF).

Os Jogos Mundiais ocorrem há mais de 75 anos na Europa e, desta vez, houve representantes de mais de 10 países competindo em diferentes modalidades: atletismo, basquete, xadrez, futebol, futsal, natação, tênis e vôlei. A delegação brasileira contou com atletas de Minas Gerais, Paraíba, São Paulo, Rio de Janeiro e Brasília.

Da capital federal, a Escola Franciscana Nossa Senhora de Fátima foi a que mais enviou atletas e 25 deles conquistaram medalhas no vôlei feminino, futsal masculino e natação masculino. O Marista de Brasília e o Centro Educacional Sagrada Família foram representados cada qual por um estudante, na categoria natação masculino.

Vitórias e recordes

Os estudantes de Brasília obtiveram destaque nas modalidades disputadas, mas a grande surpresa foi o estudante Leandro Bressan, do Sagrada Família, que voltou com cinco medalhas e dois recordes na natação – 50 e 100 metros de nado peito.

A iniciativa do deputado Professor Israel, através dessa homenagem da CLDF, é destacar e dar visibilidade às ações que incentivem a prática de esportes nas escolas e promovam atletas do DF.

Fonte: GabiNET – TR

Professor Israel quer locais adequados de treinamento para atletas da ESCS

Reuniao ESCS e ec de esportesO deputado Professor Israel e estudantes da Escola Superior de Ciências da Saúde (ESCS) estiveram reunidos nesta quarta-feira (12) com o secretário de Esportes, Júlio César Ribeiro, para solicitar apoio aos atletas da instituição. Na pauta, a reivindicação por um convênio com a secretaria para utilização de locais como os Centros Olímpicos do DF. “É preciso que o governo auxilie os nossos jovens porque o esporte é um excelente aliado da educação”, avaliou Israel.

Na ocasião, o secretário afirmou que é possível atender parte das demandas e agendou uma próxima reunião para definir o cronograma de uso dos espaços. Para o estudante Sócrates Ornellas, 31 anos, o encontro foi positivo. “Saímos entusiasmados com a possibilidade de termos um local adequado para os treinos”, afirmou.

Os atletas da ESCS participam de torneios como o Intermed Centro-Oeste, que reúne estudantes de medicina para disputa de jogos de futebol, vôlei e basquete, entre outras modalidades. A Escola, porém, não conta com espaço adequado para práticas esportivas. “Queremos incentivos para que tenhamos condições de nos preparar e disputar as provas”, disse o estudante Érick Moreira, 18 anos.

GabiNET – AB

Vem aí o circuito radical no Parque da Cidade

Foto: Renato Perotto

O deputado Professor Israel realizou nessa segunda-feira (29) audiência pública que debateu a prática do skate, patins e bike na capital da república. Com o plenário da Câmara Legislativa lotado, os esportistas comemoram a notícia de que o circuito radical no Parque da Cidade vai sair do papel. “Essa era uma demanda antiga e agora, finalmente, vai se tornar realidade. É preciso valorizar a prática dos esportes radicais no DF”, afirmou Israel. A informação foi anunciada pelo secretário-adjunto de Esporte, Célio Rene.

Para o presidente da Federação de Hóquei e Patinação do DF, Tiago Rezende, o evento representou um grande avanço. “Nós já utilizamos o parque para praticar essas modalidades, a diferença agora é que teremos estrutura adequada”, comemorou.

Para tratar das condições das pistas já existentes nas várias regiões administrativas do DF, representantes da Federação de Skate do Distrito Federal (FSKTDF) mostraram imagens dos locais e revelaram que 60% dos espaços encontram-se em mau estado de conservação. “O problema é que as pistas foram construídas sem que os esportistas fossem consultados e a grande maioria delas não permite a prática dos esportes”, afirmou o presidente da FSKTDF, Adolfo Frederico Ferreira. Na ocasião, o governo prometeu dialogar e ouvir a opinião dos técnicos para fazer o reparo e manutenção nas pistas já existentes.

Participaram da audiência o administrador do Parque da Cidade, Paulo Dubois, e o assessor especial da vice-governadoria, Iolando Almeida.

GabiNET – AB

Debate sobre a prática de skate, patins e bike no DF

Para debater a situação das pistas para prática de skate, patins e bike na capital federal, o deputado Professor Israel realizou audiência pública nesta segunda-feira (29), no plenário da Câmara Legislativa. De acordo com a Federação de Skate do DF (FSKTDF), dos 25 espaços atuais voltados para as modalidades, apenas cinco estão em condições de uso.

As pistas foram construídas sem que os esportistas fossem consultados e a grande maioria delas não permite a prática dos esportes. “A maioria está em desuso porque não cumpre com seus objetivos. Esses locais precisam ser revitalizados”, defendeu o parlamentar.

A profissionalização dos atletas e a construção de um circuito radical no Parque da Cidade também foram algumas das reivindicações apresentadas pelos skatistas, patinadores e bikers. “A intenção é ter profissionais bem preparados e um espaço que se torne referência para o País”, afirmou o vice-presidente da FSKTDF, Clayton Prudêncio.

Considerado um caminho alternativo de inclusão social para os jovens, os esportes radicais ganham cada vez mais adeptos, como é o caso também da patinação. Para o presidente da Associação dos Esportes Radicais do DF, Thiago dos Anjos, é preciso que o governo incentive a prática dessa e outras modalidades. “Isso se faz com mais investimentos”, argumentou ele, que esteve presente na audiência.

GabiNET – AB