tamanho da fonte:
imprimir

Realizada manifestação em favor do aplicativo Uber

Crédito da Imagem: Márcio H. Mota

O deputado Professor Israel (PV) compareceu na manhã desta quarta-feira (8) à manifestação realizada em frente ao Palácio do Buriti, em apoio ao uso do aplicativo Uber. O movimento, organizado por pessoas da sociedade civil e motoristas do transporte, pediu o veto do Governo de Brasília ao projeto de lei.

O serviço de transporte individual, que funciona por meio de um programa instalado no celular, foi proibido por meio do Projeto de Lei nº 282/2015, aprovado na última sessão plenária do primeiro semestre. Único deputado a votar contra o PL, Professor Israel posicionou-se pela manutenção do serviço que, segundo ele, beneficia diretamente o consumidor com mais uma opção de transporte. “Os consumidores têm o direito de decidir qual tipo de transporte usar. Não podemos frear a marcha do progresso e o Uber é um avanço quando se fala em mobilidade”, defendeu.

Israel acrescenta ainda que o Uber surgiu como uma proposta alternativa. “Reconheço a importância da categoria, de muitos pais de famílias que trabalham e tiram o sustento dos táxis. Mas é preciso lembrar que o aplicativo não representa uma ameaça aos serviços tradicionais. Em outros países, as pessoas têm opção, podem escolher um ou outro”, pontuou o parlamentar. “A solução não é simplesmente proibir. O ponto aqui é a regulamentação, ainda mais quando discutimos a mobilidade urbana. Além disso, quem usa elogia a qualidade do serviço”, emendou.

G@biNet – AC

Deixe seu comentário



(não será publicado)