tamanho da fonte:
imprimir

Professor Israel encontra com investidores e professores americanos

Crédito da Imagem: Ascom Fecomércio-DF

Uma comitiva formada por 25 investidores, professores e universitários dos Estados Unidos interessados em conhecer os potenciais de  Brasília, reuniram-se nesta segunda-feira (18) em um diálogo empresarial, promovido pela Federação do Comércio do Distrito Federal (Fecomércio-DF). A comitiva é formada por executivos de importantes empresas norte-americanas que cursam MBA na Universidade de Chapman, na Califórnia. Entre eles está o Diretor do Centro de Negócios Internacionais da Universidade de Chapman, Noel Murray, e o Executivo para Desenvolvimento Global e Relações Públicas da Walt Disney Company, Chris Lowe.

Os empreendedores norte-americanos foram recebidos pelo presidente da Fecomércio, Adelmir Santana, por líderes empresariais da cidade, pelo presidente da Inframérica e por representantes da Universidade de Brasília (UnB) e da Universidade Católica e pelo deputado Professor Israel (PV). Durante o encontro, os brasilienses ressaltaram que a capital da república é uma cidade em desenvolvimento, o que acaba tornando a região um ótimo lugar para se empreender.

Para o parlamentar, atrair investidores é fundamental para o desenvolvimento da cidade. “Nós temos experiência para compartilhar com os investidores estrangeiros e queremos apresentar Brasília e as oportunidades de negócios que temos. Este encontro é muito rico para todos”, pontuou Israel.

“Brasília apresenta atrativos econômicos por ter uma posição estratégica no mapa do Brasil, uma vez que saem daqui as grandes estradas e um grande modal de comunicação. Além disso, a nossa região busca dar alguns benefícios fiscais objetivando o setor de serviços e a indústria limpa, principalmente de tecnologia, o que pode se traduzir em projetos de grande importância para o Brasil”, ressaltou Adelmir Santana. O presidente da Fecomércio lembrou aos executivos a vocação do Distrito Federal para o turismo e para o comércio e serviços. “Brasília se coloca como uma cidade importante fora do eixo tradicional litorâneo brasileiro, como Rio e São Paulo. É aqui que está o futuro do País”, disse.

O presidente da Inframérica, o engenheiro José Luis Menghini, também esteve presente no diálogo empresarial e explicou aos investidores sobre a expansão do aeroporto Juscelino Kubitschek que gerará um potencial mercado de comércio, abrindo várias possibilidades de empreendimento. De acordo com ele, o novo projeto será concluído em 2022 e terá um investimento de R$ 3,5 bilhões. “O projeto trará melhorias operacionais e novas oportunidades comerciais de negócios. Onde será construído um shopping, parque temático e escritórios, além de um hotel cinco estrelas, que já está com contrato assinado”, salientou Menghini. Ele disse ainda que a obra no aeroporto gerará mais de 10 mil empregos na construção e 13 mil empregos após a obra.

Com informações da Ascom da Fecomércio-DF

Deixe seu comentário



(não será publicado)