tamanho da fonte:
imprimir

Professor Israel quer transporte público 24h e Rota Cultural no DF

As leis que punem motoristas alcoolizados estão cada vez mais severas e, a consequência disso, é a diminuição nos acidentes de trânsito. O Brasil avançou com a medida, no entanto, com o endurecimento da Lei Seca e a falta de transporte público 24h, o direito ao lazer ficou comprometido. Pensando em alternativas para garantir esse direito constitucional, o deputado Professor Israel protocolou indicação ao GDF solicitando melhorias no sistema de transporte público.

Israel sugere que o governo estenda para 24 horas o funcionamento dos ônibus e do metrô. Para os frequentadores dos bares, boates e restaurantes e para os trabalhadores desses estabelecimentos, o parlamentar pede a criação da chamada “Rota Cultural”. Ônibus circulariam pelo Plano Piloto e Águas Claras em locais de lazer e levariam os passageiros para as estações do metrô e a Rodoviária.

“O governo agiu corretamente em aumentar o rigor da lei, porém é preciso estabelecer uma contrapartida para o cidadão que se adequou as novas regras”, argumentou. Para ele, a Rota Cultural contribuirá para garantir mais segurança no trânsito, evitando que motoristas embriagados trafeguem nas ruas da cidade, ao mesmo tempo em que conciliará o direito da recreação e entretenimento dos cidadãos, assim como dos trabalhadores que precisam voltar para casa.

GabiNET – AB

Deixe seu comentário



(não será publicado)