tamanho da fonte:
imprimir

Professor Israel destina R$ 5 mi para saúde

O plenário da Câmara Legislativa aprovou por unanimidade, nesta terça-feira (7), o projeto que prevê crédito especial de R$ 35 milhões em emendas parlamentares de oito deputados para a saúde. Professor Israel destinou R$ 5 milhões.

“A saúde é prioridade na gestão de uma cidade, com Brasília não pode ser diferente. A população tem o direito de ter os serviços básicos prestados com eficiência”, aponta o parlamentar.

Do total, R$ 19,5 milhões vão para a oncologia do Hospital de Base. A verba será empregada no pagamento de dívidas com fornecedores de medicamentos, na renovação de contratos de manutenção de equipamentos de radioterapia e na contratação de clínica privadas para auxiliar no atendimento enquanto o serviço não se normaliza.

Segundo o governo do DF, R$ 5 milhões serão usados na manutenção de máquinas e equipamentos, o que vai permitir reativar contratos com empresas que fazem reparo de aparelhos de radioterapia. Outros R$ 9 milhões serão para serviços assistenciais complementares e R$ 1,5 milhão para elaboração de projetos de radiologia, diz o GDF.

Desde 2014, o GDF é obrigado a executar um limite mínimo de emendas parlamentares – é o chamado “orçamento impositivo”. O valor corresponde a 2% da receita corrente líquida, que gira em torno dos R$ 18,5 bilhões. Feita a divisão, cada distrital teria direito a R$ 15,4 milhões para 2016.

R$ 12 milhões – Em setembro de 2015 Professor Israel destinou R$ 12 milhões em emendas parlamentares para o pagamento dos médicos bolsistas residentes da Fundação de Ensino e Pesquisa em Ciências da Saúde (Fepecs). Ao todo, foram destinados cerca de R$ 352 milhões a serem empregados pelo governo no Fundo de Saúde do DF, por meio do Projeto de Lei n° 627/2015, de autoria do Executivo.

G@biNet – AC

Deixe seu comentário



(não será publicado)