tamanho da fonte:
imprimir

Professor batalha por alunos carentes e consegue doação de livros e uniforme escolar

Crédito da foto: Arquivo pessoal

Um professor da rede pública de ensino do Distrito Federal deu uma lição de cidadania e amor ao próximo que irá mudar a vida de dezenas de estudantes. Leonardo Teles matriculou 42 adolescentes no Centro Interescolar de Línguas (CIL) e conseguiu por meio de doações que eles ganhassem a camiseta do uniforme, o livro didático e a carteirinha da escola. Sem essa ajuda, nenhum dos alunos moradores do Chaparral teriam acesso ao ensino de línguas.

Segundo conta o professor, no período de inscrições do CIL, ele conversou com os alunos sobre a importância de estudar um idioma estrangeiro e os incentivou a efetuarem a matrícula. Ele percebeu que muitos não conseguiram concluir a inscrição porque os pais não tinham condições de providenciar a documentação, ir até o Centro de Línguas de Taguatinga ou até mesmo, não tinham como pagar a passagem do transporte coletivo. “Eu fui pessoalmente no CIL efetuar as matrículas dos alunos”, relata.

No entanto, a batalha para que os adolescentes pudessem estudar um idioma estrangeiro estava apenas começando. Após as matrículas, professor Leonardo recebeu o bilhete de um aluno pedindo ajuda para comprar o livro. Ele fala que foi quando ele percebeu que muitos estudantes estavam na mesma situação. “Eu decidi fazer um texto na rede social para conseguir livros usados ou uma pequena ajuda em dinheiro para comprá-los”. Mas o resultado da publicação foi acima do esperado. O professor arrecadou R$ 2.100,00 em poucos dias. Com o dinheiro arrecadado ele comprou livros, camisetas e adquiriu as carteirinhas para seus alunos.

Oportunidade – A ajuda de Leonardo não parou por aí. Ele foi ao DFTrans pegar a relação de documentos necessários para fazer o passe livre, convenceu alguns pais a não desistirem de deixar os filhos cursarem uma outra língua e está sempre aconselhando seus pupilos. “Reuni todos os alunos e expliquei para eles que cada pessoa que doou depositou um sonho. Então eles têm a missão de não decepcionar quem decidiu ajudar. Faço questão de acompanhar o desenvolvimento de cada um e garantir que vão se dedicar”, falou o professor.

Professor Leonardo disse que é gratificante poder ajudar jovens a estudar e a ter uma oportunidade melhor de vida. “A sociedade e até mesmo a família desistiu de muitos deles. Eu não tenho o direito de desistir. Agora eles têm a oportunidade de construir um futuro melhor”, finalizou.

G@biNet – AC

Deixe seu comentário



(não será publicado)