tamanho da fonte:
imprimir

Professor apresenta projeto voltado ao atendimento móvel para cães e gatos

maus-tratosQuem tem um animalzinho de estimação imagina como deve ser o desespero de perder “o melhor amigo” por falta de atendimento emergencial ou de recursos para pagar um veterinário. O serviço particular é inacessível para muita gente que possui cães e gatos e políticas simples de prevenção promovidas pelo governo poderiam poupar a vida de muitos deles. O projeto de lei, conhecido como Savem, apresentado recentemente pelo deputado Professor Israel, tem o objetivo de suprir essa lacuna com relação à proteção e cuidados básicos com os animais.

A proposta prevê a criação do Serviço de Atendimento Veterinário Móvel (Savem), para cães e gatos, incluindo castração, coleta de material para exame, vermifugação, vacinação, cirurgias de pequeno porte emergenciais, remoções e outros serviços.

O veículo deverá ter equipe composta por um médico veterinário, assistente, motorista e educador. A intenção é que o serviço também promova a conscientização da população sobre a guarda responsável de animais de estimação, zoonoses e saúde pública.

Pelo projeto, a prioridade de atendimento será de áreas onde for constatado maior número de animais e de pessoas de baixa renda. “A família de baixa renda do DF não consegue, por meios próprios, ter acesso ao atendimento veterinário para seus bichos de estimação. Além disso, mesmo que obtenha atendimento gratuito em alguma clínica ou hospital, que geralmente fica distante de casa, o transporte desses animais doentes ou acidentados é inviável porque no DF é proibido no transporte coletivo o ingresso de animais domésticos”, explica o deputado Professor Israel.

Com a implantação do Savem, estima-se também que seria reduzido o número de cães e gatos abandonados, pois haveria um programa de controle populacional, com a esterilização, evitando, assim, a proliferação de crias indesejadas e, consequentemente, o número de animais nas ruas.

Segundo o deputado, que atua na causa de proteção aos animais, o PL foi inspirado em um projeto apresentado na Câmara Municipal de São Paulo.

GabiNET – VM

Deixe seu comentário



(não será publicado)