tamanho da fonte:
imprimir

Presença do professor de educação física nas escolas públicas será debatida em audiência

A importância da presença do professor de educação física nas escolas de ensino básico da rede pública de ensino será debatida em audiência pública dia 27 de março (sexta-feira), às 14 horas, no plenário da Câmara Legislativa. O evento, de autoria dos deputados Professor Israel (PV) e Professor Reginaldo Veras (PDT), vai colocar na pauta a necessidade de ter um profissional habilitado porque hoje não há essa obrigatoriedade e outros professores acabam assumindo a função.

O objetivo é refletir pedagogicamente como a presença do docente de educação física é fundamental para melhorar as habilidades motoras básicas das crianças, a organização espacial e temporal, e o autoconhecimento sobre as dimensões biológicas, comportamentais e sociais. O acesso à cultura e história dos esportes também estão entre os ganhos.

Para o Professor Israel, essa reflexão diz respeito à qualidade do ensino. “Defendo que a educação física seja realizada pelo professor da área. Essa disciplina é muito específica e não pode ser relegada, sob pena de não alcançar os objetivos de desenvolvimento da criança”, defende.

Reginaldo Veras fala que a educação física está prevista na lei. “A prática desportiva é de extrema importância para a função motora e cognitiva dos estudantes. Além disso, o artigo 233 da Lei Orgânica prevê a educação física como uma disciplina curricular obrigatória em todos os níveis de ensino da rede escolar, devendo ser exercida por um professor licenciado”, explica.

Confirmaram presença na audiência pública a secretária de Esportes, Leila Barros; Vênus Dea Vargas, coordenadora de desporto escolar e Gilmar Ribeiro, subsecretário de Educação Básica, da Secretária de Educação do DF; a diretora do Sindicato dos Professores do Distrito Federal (Sinpro-DF), Rosilene Correa; Lázaro de Sousa Barrozo, do Sindicato dos Profissionais de Educação Física (Sinpef); Cristina Calegaro, presidente do Conselho Regional de Educação Física do DF (Cref-DF); e o coordenador do curso de Educação Física da Universidade Católica de Brasília (UCB), Severino Neto.

G@biNet – AC

Deixe seu comentário



(não será publicado)