tamanho da fonte:
imprimir

Mandela: morre o último herói do século XX

180713_Nelson-MandelaMandela foi o último de uma linhagem de homens que transformaram o mundo no século passado. Figura central na consolidação de uma forma de pensar que seria marca do século XXI, ele destruiu os resquícios de uma outra era e transformou em história o Regime do Apartheid.

Não quero aqui tratar “professoralmente” da sua biografia, repassando datas ou feitos. Quero mostrar a dimensão deste homem para a evolução da humanidade. Só mesmo Mandela para destruir o regime de segregação racial sul-africano sem matar, sem difundir o ódio, sem transformar os brancos em monstros perversos.

Ele distinguiu pessoas de suas formas de pensar. Viu que elas não eram o inimigo, o inimigo eram suas ideias preconceituosas. O novo regime de igualdade racial não expurgou os brancos. Não houve perseguição a ninguém depois do triunfo de Mandela. Talvez porque ele não acreditasse que aquele fosse seu próprio triunfo, mas o triunfo de uma causa muito maior. E foi defendendo essa causa tão justa e grandiosa que ele se tornou, da mesma forma, grandioso.

Mandela é um daqueles que estarão para sempre velando a humanidade. Servirá de referência na hora em que nos depararmos com uma injustiça ou com o avanço de ideias contrárias à liberdade e à dignidade do ser humano. Na mesma constelação onde estão Martin Luther King, Mahatma Gandhi e Madre Teresa de Calcutá, brilhará agora mais esta estrela. Sem nenhum retoque à sua biografia, morre o último herói do século XX.

acheter cialis

Deixe seu comentário



(não será publicado)