tamanho da fonte:
imprimir

Israel fez representação ao Ministério Público contra aumento da gasolina

Crédito da imagem: Renato Perotto

O deputado Professor Israel esteve, nessa terça-feira (05), no Ministério Público e entregou para o promotor, Paulo Roberto Binicheski, da Promotoria de Justiça de Defesa dos Direitos do Consumidor, uma representação questionando o valor abusivo cobrado pelo litro de gasolina no DF. O mesmo documento também foi protocolado no Procon.

Logo após o anuncio feito pela Petrobras do reajuste de 6,6% no preço do combustível, na terça-feira passada, muitos donos de postos fizeram o repasse integral do valor na manhã seguinte. “O que estava na bomba fazia parte do estoque já adquirido. Eles deveriam aguardar o fim do estoque para reajustarem os preços”, indignou-se. “O cidadão não pode ser lesado dessa forma”.

Considerando que o preço médio da gasolina praticado no DF era de R$ 2,85, o aumento para R$ 3,04 representa exatamente os 6,6% anunciados pelo governo. Porém, o repasse correto seria de 4,4% já que a gasolina consumida é composta, em média, de 20% de etanol.

Israel utilizou as redes para divulgar o ida ao MP. Veja o que ele disse:

“Tá aí, galera! Protocolei hoje a representação questionando o valor abusivo cobrado pelo litro de gasolina no DF, na Promotoria de Justiça de Defesa dos Direitos do Consumidor – Prodecon, com o promotor Paulo Roberto Binicheski (foto). E também fui ao Procon pela manhã. Agora é aguardar os desdobramentos”!

Leia o PARECER na íntegra.

GabiNET – AB

Deixe seu comentário



(não será publicado)