tamanho da fonte:
imprimir

Em decisão liminar, TSE mantém mandato do deputado Professor Israel

Ministro Henrique Neves. Foto:Roberto Jayme/ASICS/TSE

Ministro Henrique Neves. Foto:Roberto Jayme/ASICS/TSE

O ministro Henrique Neves, do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), concedeu na noite do dia 08/04 liminar que suspende o efeito da decisão do Tribunal Regional Eleitoral pela perda de mandato do deputado Professor Israel (PV). Com isso, o parlamentar permanece na Câmara Legislativa.

Após a publicação do resultado, Israel usou as redes sociais para agradecer o apoio de amigos, familiares, alunos, professores e eleitores. “É uma vitória parcial, mas sinto a mesma emoção de quando recebi a notícia de que o nosso projeto saiu vitorioso das urnas”, escreveu ele, que aguarda agora o julgamento final da ação pelo plenário do TSE.

Relator da ação cautelar, Henrique Neves afirmou na decisão liminar que entende a relevância das questões tratadas no recurso, “tendo em vista também que a demanda foi julgada procedente, por apertada maioria” no TRE.

Entenda o caso

No dia 26 de março, o Tribunal Regional Eleitoral declarou a perda do mandato em ação ajuizada pelo Partido Democrático Trabalhista, agremiação pela qual Israel se elegeu. A decisão foi apertada e inconclusiva, 3 votos a 4, e o julgamento ocorreu em primeira instância.

Israel deixou a sigla para filiar-se ao Partido Ecológico Nacional e depois ao Partido Verde, “dentro de uma evolução do mandato para as causas ambientais”, como ele explica. O parlamentar lembra que saiu do PDT com autorização do próprio tribunal em 2012. “Não cometi irregularidade alguma”, lembra.

Apoio

Para Israel, o momento desgastante que têm vivido nos últimos dias serviu de aprendizado. “Aprendi muito com esse processo e vi quem são meus amigos de verdade. Meu telefone não parava de tocar. Vi multiplicar na rede uma verdadeira avalanche de solidariedade, indignação e afeto. Só consegui suportar a pressão até aqui por conta de vocês que acreditaram no mandato que construímos juntos. Recebi muitas orações, palavras de carinho e muita indignação com a decisão do TRE. Sei que é só uma batalha e que ainda tem muita coisa pela frente, mas hoje me sinto mais forte por saber que posso contar com os amigos que fiz durante minha vida e que me acompanham até hoje. Eu sei que no final é o amor que vence! Só posso agradecer a vocês, do fundo do coração!”, declarou.

 

GabiNET – VM

Deixe seu comentário



(não será publicado)