Mandato

Não é fácil ser deputado. Olhando de fora, imaginamos que conseguiremos mudar o mundo e a realidade acaba mostrando que é tudo mais complexo. Ter ideais é essencial, buscar apoio também, senão nada vai para frente. Resolvi fazer a minha parte e seguir com meu compromisso até o fim. É lutando todos os dias que, aos poucos, vamos transformar a nossa cidade, para melhorar a qualidade de vida e gerar oportunidades para os jovens. E não só para eles, mas acima de tudo para todos nós brasilienses!

  • Propostas 2014

    Nota Legal optativo. A escolha é sua!

    O Nota Legal em Dinheiro foi uma vitória do nosso mandato. Agora queremos a ampliação do programa num formato optativo. Ou seja, você vai poder escolher entre receber o desconto no IPTU ou IPVA ou o dinheiro na conta.

     

    Internet gratuita e uma cidade inteligente e conectada

    Com criação do wi-fi público, que já opera no centro da Capital e vai para as cidades satélites, podemos transformar Brasília numa cidade inteligente. A ideia é ter semáforo e a coleta seletiva automatizados, monitoramento de estacionamento público e de segurança, itinerário de transporte em tempo real, entre outros. Já pensou?

     

    Brasília, uma cidade viva e pulsante

    Vivemos hoje a “criminalização da alegria”. O que tem de errado em reunir os amigos na rua ou tocar violão na Esplanada ao ar livre? Música não é crime. A juventude quer lazer, arte, cultura e comida de rua! Vamos aproveitar os espaços públicos, incentivar a economia criativa e apoiar a nova geração empreendedora. Porque Brasília precisa voltar a sorrir.

     

    Polos de estudo na sua cidade – Estude aqui

    Será um espaço público que oferecerá estrutura prática e confortável com mesas para grupos, armários, baias individuais, wi-fi grátis e horário estendido em todos os dias da semana. É só chegar e estudar!

     

    Universidade Distrital precisa sair do papel

    Conseguimos aprovar a lei que cria a Universidade Aberta do DF. Agora, vamos tirá-la do papel com a criação efetiva da Fundação Universidade Aberta do DF (Funab). Precisamos aumentar a oferta de cursos do ensino superior!

     

    Extensão do direito estudantil por um ano

    Nem todo mundo consegue entrar numa universidade imediatamente ao terminar o 3º ano do ensino médio. Por isso, queremos a extensão do direito estudantil por mais um ano com passe livre e meia-entrada.

     

    Rota Interbares e transporte 24 horas

    Defendemos a criação da Rota Interbares, linha exclusiva de ônibus que circule à noite pelo Plano Piloto e satélites fazendo integração com as estações do metrô e Rodoviária. A proposta é ter transporte público 24 horas, que atenderá também trabalhadores noturnos e estudantes.

     

    Centro de Línguas para todos

    Hoje, pessoas da comunidade não podem se matricular nos Centros Interescolares de Línguas (CILs), mesmo existindo vagas ociosas. Defendemos destinação imediata do excedente de vagas para membros da comunidade, além do aumento do número total de vagas.

     

    Criação da Faculdade de Ciências da Saúde do DF

    A Escola Superior de Ciências da Saúde (ESCS) do DF está entre as quatro melhores do Brasil, mas ainda sofre pela falta de infraestrutura e recursos. Queremos transformá-la em faculdade e ampliar o número de vagas e de cursos oferecidos, mantendo a metodologia inovadora e de sucesso aplicado pela ESCS.

     

    Ocupação dos parques e defesa dos animais

    A cidade ganhou mais parques e é a hora do brasiliense sair de casa e ocupar esses locais. Nossa proposta inclui wi-fi pública, pistas de ciclismo, skate, tours de bike e a pé, entre outras atividades. Também queremos fomentar a política em defesa dos animais e fortalecer a implementação efetiva do Castramóvel e do Hospital Veterinário Público.

     

    Padronização das escolas públicas é um direito

    Queremos que toda escola tenha: biblioteca, quadra poliesportiva coberta, auditório e laboratório de informática. Padronizar é diminuir a desigualdade.

     

    Mais oportunidades e intercâmbio público

    Criamos o Brasília sem Fronteiras para alunos da rede pública e agora queremos mais vagas. Vamos levar essa experiência de intercâmbio gratuito também para outros grupos, como estudantes de música e atletas da rede pública.

     

     

  • Bandeiras

    EDUCAÇÃO

    Tema número um do mandato, a educação imprimiu uma marca muito especial na minha vida. Foi uma revolução passar no vestibular da Universidade de Brasília. Eu, aluno de escola pública e morador de Samambaia – lá no início da cidade –, garanti a minha vaga no curso de ciência política. Muita coisa, como sabemos, veio depois! E a educação é isto pra mim: libertação, oportunidade e desenvolvimento, tanto para uma pessoa quanto para uma nação. Uma educação de qualidade, com professores valorizados, alunos motivados e infraestrutura adequada, permite a construção de uma sociedade, de fato, justa, civilizada e com igualdade de oportunidade para todos.

     

    JUVENTUDE

    Esse é um tema central no mandato. Luto pela juventude porque acredito no seu papel estratégico para o desenvolvimento do Brasil. Defendo mais investimento em políticas públicas para a elevação de escolaridade, capacitação profissional, inserção no mercado de trabalho e inclusão digital. O segmento que representa mais de 50 milhões de brasileiros tem a capacidade de promover o progresso de uma sociedade. Mas isso se apostarmos, de fato e de imediato, nos jovens!

     

    BRASÍLIA, CIDADE VIVA

    A nossa cidade não é só concreto e monumentos. Brasília vai além! Há bem pouco tempo vivíamos a “criminalização da alegria”, mas aos poucos fomos levantando novos movimentos e ocupando os espaços públicos. O que tem de errado em reunir os amigos na rua ou tocar violão na Esplanada ao ar livre? Música não é crime. A juventude quer lazer, arte, cultura e comida de rua! Vamos aproveitar as áreas públicas, incentivar o esporte, desenvolver a economia criativa e apoiar a nova geração empreendedora. Porque Brasília precisa voltar a sorrir.

     

    SUSTENTABILIDADE

    Essa é também a bandeira do Século XXI. É preciso dar um basta na falta de responsabilidade com o meio ambiente porque já estamos sofrendo as consequências de anos de descaso. O Distrito Federal carece de políticas sérias capazes de unir o crescimento demográfico à preservação do cerrado. A atenção deve estar voltada para o desenvolvimento sustentável, que se refere principalmente às consequências da relação de qualidade de vida no bem-estar da sociedade, tanto no presente quanto das gerações futuras.

  • Propostas 2010

    o Defesa da ética e da valorização da atividade política;

    o Educação de qualidade, com escolas em tempo integral e infraestrutura
    padronizada;

    o Curso de idiomas para todos. Abertura dos Centros Interescolares de
    Línguas para a comunidade e criação de novas unidades;

    o Defesa da Universidade de Brasília. Por uma instituição com mais
    segurança, infraestrutura adequada, professores bem remunerados e alunos
    motivados;

    o Combate às drogas, em especial, ao crack;

    o Aplicação da Lei Geral dos Concursos Públicos;

    o Educação ambiental nas escolas da rede pública de ensino;

    o Criação de lei ambiental para defesa do Cerrado;

    o Qualificação profissional de jovens;

    o Ampliação do Nota Mais que Legal para permitir a opção de receber os
    créditos em dinheiro ou desconto nos impostos (nos moldes da Nota Fiscal
    Paulista);

    o Imposto zero para o primeiro negócio;

    o Programa de bolsas em cursinhos populares;

    o Internet banda larga para todos – Wi-Fi em todo o DF;

     

     

    promessas de campanha 1 promessas de campanha 2