tamanho da fonte:
imprimir

Bolsa para estudantes carentes da rede pública de ensino do DF

Crédito da imagem: http://migre.me/fDBa6

A juventude do Distrito Federal já pode comemorar uma importante vitória: a sanção da Política Distrital de Atenção ao Jovem. O documento, que foi publicado no Diário Oficial do Distrito Federal, contempla diversas demandas, entre elas, uma apresentada pelo deputado Professor Israel ainda em 2011, quando assumiu o mandato: a concessão de bolsa para estudantes carentes da rede pública dos ensinos fundamental e médio com o objetivo de combater a evasão escolar.

O parlamentar foi à luta e conseguiu sensibilizar o governo quanto à importância da medida. Em resposta, o Executivo vai criar o Programa Renda Jovem de Cidadania, com bolsa mensal de R$ 300 para alunos carentes da rede pública. Desse valor, R$ 200 serão pagos diretamente ao beneficiário e os outros R$ 100, depositados em poupança, podendo ser retirados apenas mediante confirmação de aprovação na série cursada no ano anterior.

Para Israel, o programa permitirá que os alunos possam dar continuidade aos estudos e ainda investir o valor da poupança em preparatórios para o vestibular ou cursos profissionalizantes. A transferência de renda, lembra ele, é importante no processo educacional. “Assegurar o mínimo de igualdade entre os nossos alunos diminui as desvantagens na hora de alcançar o sucesso”, avaliou.

Universidade Aberta do DF

Outra proposta já publicada no Diário Oficial do DF e que está prestes a se tornar realidade é a Fundação Universidade Aberta do DF. Uma das bandeiras de campanha do deputado Professor Israel, a criação da instituição é fruto de demanda antiga ao governo. “Éramos uma das poucas unidades da federação sem uma universidade própria. A juventude merece esse espaço”, considera ele, afirmando que vai acompanhar de perto a implementação das ações.

GabiNET – AB

Deixe seu comentário



(não será publicado)