tamanho da fonte:
imprimir

Aprovado projeto de lei que prevê conteúdos mínimos para a escola pública

Crédito da imagem: http://migre.me/cFiz3

Foi aprovado no mês de dezembro, em segundo turno, o projeto de lei que prevê a fixação de conteúdos mínimos para o ensino fundamental e médio no DF, de maneira a assegurar formação básica e comum a todos os estudantes. O texto é de autoria do deputado Professor Israel, que defende pré-requisitos necessários oferecidos pelo Estado para que jovens, de instituições públicas ou privadas, possam disputar o mesmo espaço, independentemente da classe social. “A escola deve ser o lugar onde todos os alunos tenham as mesmas oportunidades”, justificou o parlamentar.

De acordo com dados do Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb) de 2011 – instrumento criado pelo governo federal para medir a qualidade do ensino no País – nas séries iniciais, a nota média registrada pela rede privada do DF foi de 6,5, quase dois pontos superior a nota obtida pela rede pública. Com relação ao Exame Nacional do Ensino Médio, a média das escolas públicas ficou em 474,2 contra 589,2 dos colégios particulares.

Os índices reforçam a necessidade de uma revolução no ensino. Embora, nos últimos anos, tenha sido registrado um avanço no acesso de crianças e adolescentes às escolas da rede pública, muitos ainda não conseguem notas suficientes para ingressar nas universidades, por exemplo. E, quando entra na faculdade, um bom número de estudantes não tem base suficiente para acompanhar o conteúdo dado em sala de aula.

Para Israel, “a criança que nasce em uma família pobre não pode estar fadada ao fracasso. Não queremos uma escola que perpetue essa desigualdade.”, considerou. O texto segue agora para sanção do governador.

GabiNET – AB

Deixe seu comentário



(não será publicado)